Sindicato dos Servidores das Autarquias de Fiscalização Profissional e das Entidades Coligadas no Estado do Rio de Janeiro
Assédio Moral
COOPFISPRO
Continue em casa!
Se puder, continue em casa.
Em virtude da pandemia, o SINSAFISPRO vem realizando assembleias virtuais por plataformas digitais. Nossos colaboradores estão no regime de teletrabalho e os dirigentes sindicais atendendo, em regime de plantão, nossos filiados. Vai passar e nós vamos sair mais fortes disto tudo.

serviços públicos

A terça vai chegando ao fim, mas você vai notar que a mídia em nenhum momento celebrou este 23 de junho como o Dia Mundial dos Serviços Públicos. A data foi criada pela ONU em 2003 e transformada pela Internacional dos Serviços Públicos (ISP) num dia de luta dos movimentos social e sindical para chamar a atenção sobre a necessidade de fortalecer o financiamento dos serviços públicos para a promoção do desenvolvimento e da justiça social.

Apesar de todo valor, ainda mais nestes tempos de pandemia, os servidores públicos seguem atacados, principalmente pelos governos. O ministro da Economia, Paulo Guedes, no vídeo da reunião dos horrores, disse que já colocou a “granada no bolso do inimigo ao congelar o salário do funcionalismo até dezembro de 2021”.

Apesar das dificuldades, os serviços públicos seguem essenciais, em especial, para os mais pobres, embora todos necessitem da qualidade e da eficiência deles. O serviço público precisa ser pensado e usado por todos. O SINSAFISPRO celebra este dia e ao lado de outras entidades vai continuar apoiando esta luta.

Há razões de sobra para parabenizar os que fazem a máquina pública se movimentar em benefício da população, principalmente num momento de dor e perdas incalculáveis para mais de 50 mil pessoas que foram vítimas do novo coronavírus (Covid-19). Essas pessoas, que estão no meio de vários rostos agora cobertos de máscaras, divididos em inúmeras categorias profissionais, fazem parte dessa estrutura conhecida como Serviços Públicos. Elas se arriscam para salvar vidas e proteger a sociedade. Viva todos os dias os serviços públicos.